Diário durante a Copa

14 de junho de 2014, às 18:47

O Estado de exceção – agora em Minas. Um absurdo completo. E ainda mais vexatório é notar que a única imprensa a repercutir os fatos é a internacional. Da imprensa nacional (realmente, golpista, inclusive para defender os interesses da Copa, da FIFA e dos governos), nada. Ver uma foto dessa é o contrapeso de qualquer “animação” que fico com a Copa do Mundo. Inadmissível.

pmmm

17 de junho de 2014, às 00:01

“Um ano da avalanche do Brasil nas ruas”. Aqui.

18 de junho de 2014, às 17:28

No próximo jogo do Brasil, contra Camarões, Galvão Bueno deverá estar tão ansioso que, até quando o Júlio César pegar a bola para bater o tiro de meta, ele vai gritar: “Báááte pro gol, Júlio César, báááte pro gol!”

23 de junho de 2014, às 15:35

Um sonho: ser o cara da Globo que pode apertar o botão do “Brasil-sil-sil” durante as transmissões da Copa. É o exemplo mais avançado de “timing” no mundo.

23 de junho de 2014, às 21:59

A angulatura do queixo de Murtosa, ao lado de seu irrepreensível bigode, é tão-somente façanhosa. O estilo desse nosso auxiliar técnico (mais ainda ao lado de Parreira, ambos com barrigas salientes, braços cruzados e caras carrancudas) nos faz enxergar um porto seguro a cada vez que o banco de reservas da Seleção Brasileira é filmado pela televisão.

24 de junho de 2014, às 15:33

Estou torcendo muito pelo Hexa, mas aí vão meus palpites racionais:

Holanda (finalmente) campeã do Mundo em 2014.

Brasil eliminado precocemente diante do Chile. Essa Seleção é uma porcaria, parece um grupo de crianças que sai desesperadamente para jogar futebol no recreio, depois, é claro, de ouvir o hino a capela.

25 de junho de 2014, às 13:49

Vivemos numa sociedade em que todos são (ou deveriam ser considerados) inocentes até que se prove o contrário.

Pois bem. Onde estão as provas contra Fábio Hideki? Isso tudo que a Polícia tem dito arbitrariamente, e a mídia reproduzido? Sobre artefatos explosivos e etc? O fato é que Hideki está sendo pego como um bode expiatório. Sendo forjadas provas falsas contra si.

Mil e uma diferenças sempre separaram as minhas ideias das dele (figura conhecida na USP). Inclusive, sequer estive no ato do dia 23, considerando sua política incorreta no momento. Entretanto, é absurdo e inadmissível essa atroz criminalização contra um estudante e trabalhador que simplesmente se manifesta. Esse exemplo que a Polícia Militar tenta dar a toda sociedade não pode ser admitido. É preciso que Fábio seja imediatamente solto.

28 de junho de 2014, às 15:05

Fera era o Zagallo pra motivar na hora da prorrogação!

28 de junho de 2014, às 15:58

Poucas coisas na vida são mais emocionantes do que pênaltis. Eu amo futebol, eu amo o Brasil, rumo ao hexa!!!

28 de junho de 2014, às 16:02

Viva JULIO CESAR!

28 de junho de 2014, às 17:23

Descobri por que deu Brasil: minha vó jogou catiça em todos os pênaltis do Chile!

30 de junho de 2014, às 23:05

A reflexão de que, nos olhando no espelho dia após dia, não notamos o envelhecimento, que vem com o tempo, é verdadeira. Mas há que se reconhecer, também, que, vez por outra, um salto qualitativo pode ser observado. No espelho.

2 de julho de 2014, às 14:34

São grotescos os relatos sobre o que aconteceu na Praça Roosevelt, ontem. Em uma manifestação que sequer saiu (ou pretendia sair) em passeata, com cerca de 300 manifestantes pacíficos, a Polícia atuou, mais uma vez, à margem da lei [...]

3 de julho de 2014, às 22:10

Com muito talento, minha vizinha está cantando, agora, a capela, a exaltação ao Brasil lançada pelo Itaú, na voz de Paulo Miklos e Fernanda Takai.

4 de julho de 2014, às 12:58

Mais uma vez a FIFA se confunde e, ao invés de tocar o hino da Alemanha, toca o hino do Schumacher! Vergonha!

4 de julho de 2014, às 22:00

Inacreditável Neymar fora da Copa. Inacreditável. Que seja o combustível para ganhar o Hexa. Por isso torcemos!

4 de julho de 2014, às 22:10

Brasil Hexa em 2014, sem Neymar, será como Brasil Bi em 1962, sem Pelé! Até a vitória!

5 de julho de 2014, às 12:27

Sonhei que o Zagallo tinha morrido!

6 de julho de 2014, às 15:02

Poucas coisas são mais imbecilizantes no mundo do que a cobertura da Rede Globo sobre a Copa do Mundo.

Ontem, pude assistir ao jogo de Holanda x Costa Rica em Holambra, interior de São Paulo, com alguns familiares. É constrangedora a maneira como a Globo instrumentaliza festas bonitas e agradáveis, como é a de Holambra, apenas para lhe fazer cenário. Assim é em todo lugar do Brasil. Ontem, a emissora chegou até a irritar alguns dos presentes, quando, por exemplo, seguia com seus repórteres e equipe em frente ao telão da festa, mesmo com o jogo já começando ou o hino dos países tocando.

Mas nada irá superar o modo como a emissora está repercutindo a contusão de Neymar. O intuito de promover o linchamento do jogador Zuñiga, autor da entrada violenta sobre o brasileiro, é gritante, e vem acompanhado de todo e qualquer recurso para a manipulação: desde as músicas ao fundo, quando se transmitem as imagens, todas feito acompanhassem a cena de um crime, até a entonação de voz de quem traduz as declarações do colombiano do espanhol para o português. A emissora reproduz do modo mais sorrateiro o desprezo com que somos educados, na grande mídia, a olhar os países da América Latinha. Muito diferente, é claro, da maneira como se repercute a recepção às seleções europeias ou dos EUA.

Assistir 15 minutos de ESPN Brasil – com jornalistas como Juca Kfouri, PVC e tantos outros – é se assustar com o tanto de lixo com que somos obrigados a conviver e a nos alegrar – pois quase sempre é inevitável – no dia a dia.

7 de julho de 2014, às 21:30

Minha nossa! Inacreditável! José Mayer vai dar um beijo gay na próxima novela da Globo! Agora sim é que ele será o galã dos galãs da história das novelas! Quem venham muitos mais beijos gays!

8 de julho de 2014, às 11:40

Se Felipão entrar hoje com três volantes, será uma justa homenagem, ainda que tardia, ao técnico Oswaldo Alvarez, o Vadão. Quando de suas passagens por Campinas (Ponte e Guarani, muitas vezes), a piada era de que Vadão, evoluindo, um dia seria capaz de escalar um time com 11 volantes. Sim, a totalidade da equipe, incluindo o arqueiro. Vadão que agora – pasmem – é treinador da Seleção Feminina Brasileira, espírito e posição análogos ao do chefe da Seleção Masculina. Viva a retranca nacional!

8 de julho de 2014, às 12:42

Boa sorte para você, de luta, que torceu para para o Uruguai, Costa Rica, Camarões, Nigéria, México, Costa do Marfim, Equador, Honduras, Gana… Você que torceu para o Chile, para a Colômbia, que ainda agora está torcendo para a Argentina, mas que hoje… Vai torcer para o time da Angela Merkel!

Eu vou de Brasil!

8 de julho de 2014, às 16:44

Luto por Plínio de Arruda Sampaio! Um dos nossos.

8 de julho de 2014, às 17:26

Um país catatônico. Nos puseram em algum tipo de experimento. Inacreditável.

8 de julho de 2014, às 17:31

Nunca vi nada igual. O que é isso? Estamos acordados ou é um pesadelo?

8 de julho de 2014, às 17:42

A seleção alemã tem meticulosidade revolucionária. Avassaladora.

9 de julho de 2014, às 18:38

Uma pergunta: e a psicóloga Regina Brandão?

9 de julho de 2014, às 19:44

Excepcional Argentina na final! Excepcional! Bom para o futebol. Para igualar o Tri da Alemanha, torço por eles no Maracanã!

12 de julho de 2014, às 17:18

Minha esperança é que o Brasil tenha um divino “clarão” daqui a pouco e, dos 23 aos 29 minutos, faça 5 gols. Será?

14 de julho de 2014, às 10:08

Eu era a favor da demissão de toda a comissão técnica, menos de Murtosa, por aspecto lúdico e afetivo. Nosso banco de reservas jamais será o mesmo sem este pentacampeão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>